Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ainda Tem Etiqueta

Ainda Tem Etiqueta

Quando os presentes são vouchers

por Francisca, em 26.12.14

Parece que o pai natal ficou a saber do meu objectivo para 2015. Ando a espalhar a boa nova pela família e amigos, mas nunca pensei que o velhinho de barbas brancas estivesse atento. Não estava à espera de receber prendas, quanto mais vouchers para eu fazer compras nos maiores centros comerciais de Lisboa. Obrigada. Oitenta euros para eu esticar nos próximos tempos. É claro que o meu coração começou a bater forte quando vi os envelopes. Os meus olhos brilharam. Entretanto, em visita à madrinha recebi mais um envelope com vinte euros. Cem euros extra no meu orçamento. Não mereço tanto, mas sinto-me eternamente agradecida. 

 

Os saldos estão a chegar. Estou a preparar-me psicologicamente para enfrentar a maior época festiva para as mulheres. Para já, tudo controlado. Para já! Nem tenho ido ao site da Zara, mas sei que os saldos começaram porque recebi e-mail. Enquanto estou sentada a escrever este texto, a minha conta está a salvo. Acho.  

 

No dia vinte e quatro tive de comprar a prenda da minha irmã Marina e do meu sobrinho. Gastei cerca de doze euros. Poupadinha. Um soutien na Calzedonia a quatro euros e um par de sapatos com um padrão giro cerca de oito euros e um babete a um euro. Aproveitei umas promoções. Já dei imensa roupa do meu filho para o meu sobrinho. Roupa praticamente nova. O dinheiro que pedem por uma peça de roupa de criança é um roubo, não concordam? Tenho comprado em lojas de roupa em segunda mão, tenho recebido roupa de amigos e não compro em quantidade excessiva. Não vale a pena, ele está a crescer. Por falar nisso, a roupa do meu filho dá outro texto: como me oriento com poucos, mas confortáveis (e giros) conjuntos. 

 

Hoje terei o meu primeiro grande teste. Vou ao centro comercial. Eu e os meus queridos vouchers. Não vão ficar em casa. Quero ver como aguento a pressão. Quero ver assistir da primeira fila! Uma espécie de rascunho para o desafio final em 2015. Faltam quatro dias para o desafio começar oficialmente. 

 

Agradeço o apoio efusivo dos visitantes do blogue. É tudo uma grande novidade para mim. E qualquer gesto de apoio é mais do que bem-vindo, é um saco cheio de abraços e palmadinhas nas costas. 

 

Reacções da família e amigos

por Francisca, em 23.12.14

 

 

Quando conto aos meus amigos o que vou fazer em 2015 ninguém me dá muita credibilidade. Aumenta a pressão e a vontade de conseguir surpreendê-los.

 

Já pedi ajuda à melhor amiga, ela garantiu-me que vai ajudar-me. Troco roupa por comida, disse-me. Pedi-lhe para não me deixar de lado nos passeios à conta da minha mudança radical. Ela riu-se, como é que vou conseguir ir a um centro comercial sem gastar dinheiro? O meu amigo Costa acha que é uma mudança extremamente radical. Nem uma ponta de fé tem em mim. Deixa-me triste. Ele acha que o facto de eu ser mãe também não abona em meu favor. Eu acho que abona e muito. Vou passar mais tempo com o meu filho. Dedicar-me a ele, fazer actividades giras, criar, inventar. Vai ser giro. O Ângelo diz que fica com o meu cartão de crédito caso eu tenha uma vontade súbita de gastar dinheiro. O Gouveia disse logo que eu não conseguia, mas que era um bom objectivo. A minha irmã Alexandra riu-se. Acho que as únicas pessoas que acreditam neste projecto sou eu e a minha sombra. Obrigadinha.

 

Eu sei que não vai ser fácil. Pelo contrário. Vou sofrer crises de ansiedade devido à vontade louca de comprar uma peça de roupa nova. Soa a histerismo escrever isto assim, mas acho que muitas mulheres vão entender-me. Vão, não vão?

 

Hoje recebi o ordenado de Janeiro. Começa a minha mega aventura! Janeiro tem trinta e um dias. Não são dias a mais? Dois aniversários. O meu e da minha sobrinha mais velha. Pensar numa prenda modesta. Tenho um vale de desconto para gastar numa loja de roupa de criança. Entretanto, desisti de festejar o meu aniversário. Vou só almoçar com a melhor amiga e fazer um jantar mais especial em casa. Chega muito bem. São trinta anos. Com certeza que arranjo um vestido ainda com etiqueta no fundo do armário. Ou talvez peça uma prenda Zara. Prendas vale. Um dia de cada vez. Respirar fundo.

 

Vocês estão comigo, não estão? Digam que sim. 

Mais sobre mim

foto do autor

Tags

mais tags

Links

  •  
  • Livros

    Bimby

    Supermercado

    Blogs Inspiradores